Make your own free website on Tripod.com
Clube Nacional de Ginástica
As Informações




O Dojo | As Informações | Os Contactos | A localização | Os Alunos | Os Eventos| Os Textos | Os Cartazes | Os Links| | Programa Técnico
\
2009 |2008 | 2007 | 2006 | 2005
<

2009-3-31 – O QUE ACONTECEU EM MARÇO DE 2009


Caros Amigos,

No seguimento dos textos anteriores, venho comentar os factos mais relevantes ocorridos em Março de 2009. Neste período há, pelo menos, cinco acontecimentos dignos de registo:

No dia 14 – Encontro Técnico no “Ginásio Corpos” (Sete Casas)

Neste dojo, de manhã, realizou-se um Encontro Técnico. Tive o prazer de, mais uma vez, tentar transmitir aos Praticantes presentes a minha experiência de Aikido. Julgo que a sua reacção foi muito construtiva e, no final, posso dizer que era um Instrutor satisfeito… O almoço que se seguiu foi a prova de que o Aikido entusiasma as pessoas, pois as conversas sobre o que tínhamos treinado foram muito participadas. Foi curioso ouvir as opiniões de todos eles, pois que se começa a sentir, até nos menos graduados, um interesse crescente sobre os princípios, sobre as dificuldades, sobre as soluções a que tinham assistido nessa manhã. Suponho que cumpri os objectivos. Mas aos Aikidokas presentes caberá o julgamento…

No dia 14 – Assembleia Geral da “ACPA”

Nessa tarde, aproveitou-se a ocasião para a tradicional e obrigatória Assembleia Geral destinada à aprovação das contas do ano anterior. Foi bastante participada, tendo sido prestados os esclarecimentos que foram solicitados sobre todos os aspectos da vida da nossa Associação. Em seguida, houve a eleição dos novos Corpos Gerentes para um novo período de mandatos, tendo sido aprovada a lista proposta à votação. Não foi uma mera “troca de cadeiras”, assistiu-se, isso sim, à responsabilização de novos Associados no futuro da “ACPA”. Mais uma prova evidente que a ela continua viva e de boa saúde…

No dia 25 – Exame no “CNG”

Desta vez, o exame foi o do Gustavo Neves. Este Aikidoka está em período de adaptação ao Aikido e aos seus movimentos, dado que era praticante de uma outra Arte Marcial diametralmente oposta à nossa. O seu esforço tem sido notável, pelo interesse, constância e humildade com que treina, fazendo deste modo a transição para o Aikido. O seu exame foi disso prova. Está de parabéns. Oxalá continue neste “caminho”…

No dia 27 – Assembleia Geral do “CNG”

Mais um ano passou e voltou a realizar-se a Assembleia Geral do nosso “CNG”. Tive ocasião de assistir a parte da reunião e, mais uma vez, gostei de sentir a participação dos Sócios na vida do Clube.

No dia 30 – Assembleia Geral da “FPA”

Este mês é o mês das Assembleias Gerais… Desta vez foi a da “Federação Portuguesa de Aikido”, destinada à aprovação de contas. Infelizmente e por razões profissionais, não consegui estar presente. A “ACPA” foi representada por membros da sua Direcção e, ao que consegui saber, a reunião foi pacífica e construtiva. Parece que já se conseguiu ultrapassar a fase das guerrilhas entre as diferentes Associações e Escolas, vendo-se agora que as pessoas estão a tentar conhecer-se melhor, apresentando-se mais centradas no desenvolvimento do Aikido em Portugal, do que no “poder” efémero que julgavam possuir… Finalmente!

Julgo que foi mais um mês positivo para o Aikido e para os Aikidokas…

Francisco Leotte

aikirei.gif

<

2009-01-31 – O QUE ACONTECEU EM JANEIRO DE 2009


Caros Amigos,

No seguimento dos textos anteriores, venho comentar os factos mais relevantes ocorridos em Janeiro de 2009. Neste período há, pelo menos, três acontecimentos dignos de registo:

No dia 1 – Um novo “Director Técnico Nacional” – o fim de um ciclo

Na “ACPA, Associação Cultural Portuguesa de Aikido” acaba de acontecer um facto relevante. Refiro-me à nomeação de um novo “Director Técnico Nacional” (“DTN”) na pessoa do Agostinho Vaz Sensei, o qual sucede ao José Azevedo e Silva Sensei, que permaneceu no cargo desde a fundação da “Associação”. O novo “DTN” entendeu, após consultas aos visados, reconduzir o António Vieira e eu próprio como membros do novo “Conselho Técnico”, indicando à “Direcção” a sua escolha, que a ratificou. Deste modo, um ciclo chegou ao fim, tendo-se iniciado um novo.

De facto, o ciclo que agora acaba foi marcado pela energia contagiante de um Aikidoka dos quatro costados, que soube transmitir aos seus Colaboradores a essência do “Espírito do Aikido”, sem olhar às “despesas” da idade e da saúde. Pela parte que me toca, sinto-me honrado por ter feito parte dessa equipa durante estes anos, por ter trabalhado para o desenvolvimento do Aikido dentro da nossa “Associação” e por ter ajudado a nova geração a atingir patamares mais elevados de consciencialização do “fenómeno Aikido”, potenciadores do aparecimento dos novos Praticantes e Dirigentes do futuro. Foram essas as bases que o José Azevedo e Silva Sensei desde sempre nos estimulou a definir, nas quais nos guiou nestes anos, ensinando-nos a alcançá-las e a transmiti-las aos mais novos. Sai em beleza, com oitenta anos feitos, ainda activo no ensino no seu dojo e junto de todos permanentemente interveniente, com a autoridade dos mais de quarenta anos de ininterrupta prática. Não nos deixa saudades, pois estou certo que poderemos continuar, plenamente e em todas as circunstâncias, a contar com a sua experiência, com os seus conselhos, com a sua boa disposição e com a sua inesgotável energia... Foi uma referência para as novas gerações. Mas ainda o é para todos nós... Certamente o continuará a ser...

Ao novo “DTM”, o Agostinho Vaz Sensei, abrem-se novos desafios. Numa época de crise global, não só económica e financeira, mas também de valores civilizacionais, terá de consolidar nos Praticantes o que o Aikido representa como valores interiores de cada um, fornecendo pistas para a acção quotidiana da cidadania, em paralelo com o seu desenvolvimento técnico específico na “Arte da Paz” de O-Sensei.

Um outro desafio que se lhe coloca é dar consistência a processos uniformes de ensino, para serem praticados pelos Instrutores e Monitores nos seus dojos. A título de exemplo, entre outros, o trabalho junto das crianças e dos mais velhos, levando em conta as limitações próprias de cada grupo. Este trabalho (no que respeita aos jovens já iniciado em Dezembro passado num “Curso de Reciclagem para Agentes de Ensino” promovido pela “Federação”) não tem tido a atenção que merece. Mas, cada vez mais, é importante, dado o aumento de Praticantes muito jovens e o sucessivo aparecimento de aulas específicas para eles.

Finalmente (e sem querer ser exaustivo...), o desafio de um desenvolvimento técnico puro, com e sem armas, no seguimento dos ensinamentos de Seishii Sugano Shihan e de Antoine Vermeulen Sensei. De facto, começa a ser inadmissível que a evolução dos Aikidokas portugueses se processe, muitas vezes, à revelia dos ensinamentos adquiridos nos Estágios Internacionais daqueles dois Mestres. Ou os seguimos, ou não... Não há meio termo...

No dia 17 – “Encontro Técnico” em Vila Franca de Xira

Realizou-se, conforme o planeado, um “ET”, nas magníficas instalações da “União Desportiva Vilafranquense”, desta vez ministrado pelo novo “DTN”, Agostinho Vaz Sensei. Foi um evento muito concorrido e de boa qualidade técnica, no qual também se praticaram armas, sempre do agrado da generalidade dos presentes. Serviu igualmente de aperitivo para o “Estágio Internacional” do fim do mês, tendo sido referidos pormenores técnicos que deverão aí ser levados em conta, permitindo assim desenvolver a qualidade “técnica” dos nossos Associados.

Nos dias 31/1 e 1/2 – “Estágio Internacional de Lisboa” no “INATEL”

Realizou-se, mais uma vez, o “Estágio Internacional de Lisboa”, no dojo do “INATEL”, ministrado como habitualmente pelo “nosso” Antoine Vermeulen Sensei, 6º Dan Aikikai.

Já vai sendo difícil escrever coisas novas sobre estes eventos, sobre o Sensei, sobre os aspectos técnicos e, principalmente, sobre o “espírito” que neles se vive. De facto, os pormenores técnicos de grande qualidade e minúcia são incontáveis, as indicações para a sua execução precisa são inúmeros e a preocupação de que todos conseguem uma execução melhorada é patente. Tudo isto, num ambiente descontraído, diria mesmo, divertido, mas respeitoso, bem educado e formal quanto baste. Para isso, contribui o Sensei com a sua experiência, a sua simplicidade, a sua jovialidade e a sua descontracção natural. Ajudou todos nós, demonstrou tudo sempre que foi solicitado, encantou a todos como habitualmente.

Pena foi que a crise, a tal malfadada crise, não tivesse permitido um número maior de Praticantes presentes, dadas as dificuldades que se fazem sentir nos bolsos de cada um de nós. Mesmo assim, meia centena de inscritos compôs o ramalhete, deu “corpo” ao tatami. Esperemos que na próxima, em Julho, haja mais gente com possibilidades... A “ACPA” tudo fará para que isso seja possível...

No final, esteve presente o Presidente da “Federação Portuguesa de Aikido”, Senhor Dr. Luís Salgado, que aproveitou este evento para entregar ao José Azevedo e Silva Sensei uma salva de homenagem, no seguimento da “festa” organizada pela “ACPA” em Novembro, aquando dos seus oitenta anos. Foi um gesto muito bonito vindo da “FPA”, sem precedentes conhecidos, mas que prova, para além dos seus objectivos confessados e dos seus méritos óbvios, uma atitude em consonância com a nova postura da “Federação”, definida pelos seus novos Estatutos. Faço sinceramente votos para que esta atitude se mantenha no futuro e que todas as “sensibilidades” do Aikido em Portugal sejam bafejadas por estes novos “ventos de mudança”, na equidistância ecuménica das novas orientações já definidas e teoricamente aceites.

O ano de 2009 começou bem...

Francisco Leotte

aikirei.gif

<

Clube Nacional de Ginástica
Rua Machado dos Santos 112 2775-235 Parede    Telf.: (+ 351) 21.457.10.10   Fax: (+ 351) 21.458.10.03